"Uma cidade sem memória cultural é uma cidade sem futuro histórico"
(José Antonio Jacob)

VERSOS DE AMOR

José Antonio Jacob
Juiz de Fora/MG - 11-02-1950



VERSOS DE AMOR
(José Antonio Jacob)


Ó alma amarga, outrora envaidecida,
O que então verá nesta noite morta,
Em que sua alegria dolorida
Fugiu de casa e aferrolhou a porta?
  
Aqui mora o que mais ninguém suporta!
A sua voz é lenta e tão sofrida...
Por isso escreve com a letra torta
A última frase de repúdio à vida.
  
Se esses fantasmas da recordação
Partirem para sempre sem jamais
Puderem confortar seu coração,
  
Pois que seu tempo já passou demais...
Abrace o Nada cheio de ilusão
E não abra seus olhos nunca mais!




artculturalbrasil@gmail.com 



UMA CIDADE SEM MEMÓRIA CULTURAL É UMA CIDADE SEM FUTURO HISTÓRICO